Dólar sobe em sessão vazia, apesar de atuação do BC

Em sessão esvaziada pela proximidade das festas de Ano Novo, o dólar fechou em alta de quase 2 por cento nesta segunda-feira, mesmo após a atuação do Banco Central. A moeda norte-americana fechou a 2,416 reais, com avanço de 1,94 por cento, depois de ter exibido queda nos primeiros negócios. O diretor de câmbio de uma corretora em São Paulo, que preferiu não ser identificado, avaliou que o dólar inverteu o movimento inicial como reflexo de um fluxo negativo, potencializado pelo baixo volume de negócios e por pressões do mercado futuro. De acordo com os dados mais recentes atualizados pela BM&F, os investidores estrangeiros sustentavam mais de 12 bilhões de dólares em posições compradas no mercado futuro de dólar. Na prática, essa exposição significa uma aposta na alta da divisa norte-americana. Nesta segunda-feira, a Clearing de Câmbio da BM&F não aceitou operações D2, devido à data da liquidação em dois dias coincidir com o recesso de Ano Novo. Geralmente, esse tipo de operação concentra um volume de negócios bem maior no mercado à vista de dólar que as operações com liquidação em 1 dia (D1). O Banco Central manteve a linha de atuações no mercado de câmbio e fez um leilão de venda de dólares no mercado à vista, além de ter anunciado para terça-feira três leilões simultâneos de venda de dólares com compromisso de recompra. (Reportagem de Jenifer Corrêa)

REUTERS

29 Dezembro 2008 | 16h32

Mais conteúdo sobre:
DOLAR FECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.