Dólar sobe forte depois de declarações de Altamir, do BC

O dólar comercial passou a subir com força imediatamente após o diretor do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, afirmar que o Tesouro poderá comprar US$ 2,167 bilhões no mercado para pagar juros de dívida, ao longo do ano. Os investidores consideraram que a informação é incoerente com as últimas medidas do BC e citam especificamente a decisão de que a liquidação dos vencimentos de linha para exportação sejam feitos em reais, justamente para aumentar a liquidez (cerca de US$ 1,5 bilhão até abril) em moeda norte-americana e diminuir as pressões sobre a cotação. Num segundo momento, Lopes daclarou que "em situação extraordinária o Tesouro pode não ir a mercado". Luiz Fernando Figueiredo completou afirmando que "se o mercado pressionar, o Tesouro usa dólares da reservas". Mas isso não foi suficiente para fazer o mercado voltar à traqüilidade vista no início do dia, até porque a manhã chegava ao fim e maiores repercussões são aguardadas no período da tarde. Além disso, o mercado externo piorou simultaneamente e também ajudou a pressão sobre o dólar a aumentar. No encerramento dos negócios da manhã, o dólar à vista era cotado a R$ 3,633, na máxima, com alta de 0,50%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.