finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Dólar sobe mais de 1% e fecha a R$2,35, com Fed

O dólar subiu mais de 1 por cento nesta quarta-feira e fechou no patamar de 2,35 reais pela primeira vez desde meados de março, em linha com o movimento no exterior após o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, divulgar projeções sugerindo que o ritmo de alta dos juros pode ser maior do que esperado até então.

REUTERS

17 de setembro de 2014 | 17h11

Contudo, parte dos especialistas acredita que o movimento desta sessão foi exagerado e não deve se sustentar no curto prazo, uma vez que o Fed também reiterou sua promessa de manter juros perto de zero no "horizonte relevante" após terminar seu programa de compra de títulos.

A moeda norte-americana subiu 1,25 por cento, a 2,3576 reais na venda, maior patamar de fechamento desde 13 de março, quando terminou a 2,3615 reais. Segundo dados da BM&F, o giro ficou em torno de 1,2 bilhão de dólares.

(Por Bruno Federowski)

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.