Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dólar tem menor nível em 7 meses, apesar de compra do BC

Moeda norte-americana fecha cotada a R$ 2,068, puxada por forte entrada de recursos e bom humor externo

Reuters e Agência Estado,

08 de maio de 2009 | 16h29

O dólar cravou a terceira queda seguida ante o real nesta sexta-feira, 8, fechando no menor patamar em sete meses, por conta de uma forte entrada de recursos no mercado doméstico e do bom humor externo.

 

Veja também:

especialEntenda a trajetória de valorização do real

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

Um leilão de compra de dólares no mercado à vista realizado pelo Banco Central chegou a amortecer levemente a queda, mas não foi suficiente para contê-la. O dólar fechou em baixa de 1,99%, a R$ 2,068, menor nível desde 3 de outubro do ano passado.

 

O BC anunciou o leilão de compra quando a moeda norte-americana caiu para R$ 2,069. Foi o primeiro leilão desse tipo desde 10 de setembro de 2008.

 

Segundo analistas, uma forte entrada de recursos provocou a queda do dólar. Eles acreditam que, se as perspectivas permanecerem otimistas, é provável que o BC realize mais leilões de compra no mercado à vista.

 

Como pano de fundo, as bolsas de valores nos Estados Unidos e no Brasil operavam em alta no momento de encerramento das operações no mercado de câmbio.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarmercado financeiraBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.