coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Dólar vai a R$ 2,7780 e BC intervém

Às 14h56, o dólar comercial atingiu a cotação máxima do dia, em R$ 2,7780 na ponta de venda dos negócios. Em relação aos últimos negócios de ontem, a alta era de 2,62%. Um pouco depois, às 14h59, a taxa de risco-país, que mede a confiança dos investidores em relação à capacidade de pagamento da dívida do país, estava em 1.533 pontos. O Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - chegou a ficar abaixo dos 11 mil pontos. Segundo fontes ouvidas pela agência Estado, o Banco Central (BC) entrou no mercado de câmbio, vendendo dólares à vista. A editora Silvana Rocha apurou que isso aconteceu logo após o encerramento da operação de troca de títulos públicos pós-fixados (LFTs) com vencimento em 2003 por papéis de prazo mais curto, com vencimento em 20 de novembro desse ano. Ainda não se sabe quanto o BC vendeu em dólares e qual foi a cotação negociada. A partir daí, as cotações recuaram e o dólar chegou a R$ 2,7680 na ponta de venda dos negócios, às 15h42, reduzindo a alta para 2,25% em relação aos últimos negócios de ontem. Porém, a moeda norte-americana voltou a subir novamente. Às 16h, na ponta de venda dos negócios, o dólar é negociado a R$ 2,7740, em alta de 2,48% em relação aos últimos negócios de ontem.Veja mais informações sobre o comportamento dos mercados hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.