REUTERS/Rick Wilking
REUTERS/Rick Wilking

Dona do Burger King no Brasil lançará marca de fast food de frango Popeyes no País

Companhia firmou um acordo para trazer a marca num negócio que prevê a abertura de ao menos 300 restaurantes nos próximos 10 anos

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

20 Março 2018 | 20h37

O BK Brasil, empresa responsável por operar os restaurantes do Burger King no País, vai lançar aqui a rede de fast food de frango Popeyes. A companhia firmou um acordo para trazer a marca ao Brasil num negócio que prevê a abertura de ao menos 300 restaurantes nos próximos 10 anos.

Assim como a marca Burger King, a Popeyes pertence à Restaurant Brands International Inc. (RBI). Controlada pela brasileira 3G Capital, a RBI comprou a Popeyes em fevereiro do ano passado com o objetivo de desenvolver a marca no mercado americano e internacional.

Em entrevista ao Estadão/Broadcast, o presidente do BK Brasil, Iuri Miranda, afirmou que a primeira loja do Popeyes deve ser aberta ainda em 2018, mais provavelmente no segundo semestre.

++ Estreia de Burger King na Bolsa pode levantar R$ 2,5 bi

A aposta da companhia é fazer com o Popeyes o mesmo que ocorreu com a marca Burger King, que saiu de uma desconhecida do público brasileiro para uma rede com mais de 700 restaurantes.

Miranda considera que hoje o consumo de fast food de frango no País é baixo, mas avalia que há demanda. "Entendemos que o que falta é uma oferta para preencher essa demanda que existe", afirmou.

Com a inclusão do Popeyes no portfólio, o BK Brasil vai considerar uma mudança de nome. A identidade corporativa pode mudar para refletir um negócio que deixa de ser monomarca.

++ Com IPO bem-sucedido, Burger King tem força em vendas, mas precisa ganhar eficiência

O modelo de negócios do Popeyes no Brasil pode ser semelhante ao do Burger King: a companhia tem exclusividade para operar a marca no País e pode lançar tanto lojas próprias como franquias. Não houve ainda, no entanto, conversas com potenciais franqueados, diz Miranda.

O BK Brasil foi constituído como um master franqueado do Burger King, mas pela frente não descarta expandir ainda mais o portfólio de marcas. O contrato com o RBI, que é um dos acionistas da empresa brasileira, permite que a companhia opere outras marcas que não necessariamente pertençam ao grupo hoje detentor não só do Burger King e do Popeyes, como também da rede de cafeterias Tim Hortons.

++ Burger King busca ser avaliado em R$ 3,3 bi em IPO

Fundada nos anos 70 nos Estados Unidos, a Popeyes é conhecida por trazer ao fast food o estilo de comida de Nova Orleans. O carro chefe do negócio é o frango, que é temperado e empanado. Segundo Miranda, o método de preparo envolve marinar o frango por 12 horas.

Com a nova marca, o BK Brasil prevê capturar sinergias. Miranda avalia que processos de logística podem ser otimizados e que pode haver ainda economia em negociações de imóveis ou compra de matéria-prima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.