Dona do 'New York Times' vende divisão de jornais regionais

Regional Media Group, que reúne 16 títulos, foi comprada pelo Halifax Media Holdings por cerca de US$ 150 milhões

NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2011 | 03h06

O New York Times Co., grupo que edita o The New York Times, anunciou ontem ter fechado um acordo com o Halifax Media Holdings, de Daytona Beach, na Flórida, para a venda de sua unidade Regional Media Group. Essa unidade do Times inclui vários jornais nos Estados Unidos, como o Sarasota Herald Tribune, na Flórida; The Press Democrat, de Santa Rosa, Califórnia; The Star-News, de Wilmington, Carolina do Norte; The Gainesville Sun, também na Flórida; e o The Tuscaloosa News, do Alabama.

Combinados, os 16 jornais da unidade têm uma circulação de 433.251 exemplares e mantêm 1.755 funcionários. A previsão é que a negociação, estimada em cerca de US$ 150 milhões, esteja finalizada nas próximas semanas. Em comunicado, o presidente do conselho de administração do New York Times Co., Arthur Sulzberger Jr., disse que o negócio vai permitir ao grupo "continuar sua transformação para uma empresa com foco digital e multiplataforma".

Já o presidente do Halifax Media, Michael Redding, disse, também em comunicado, que "a compra do Regional Media Group reflete a crença do Halifax Media de um bom jornal é uma parte fundamental de qualquer comunidade vibrante".

Ken Doctor, analista de mídia na empresa Outsell, disse que a venda foi feita por um valor "incrivelmente baixo". Na média, disse, "isso significa que cada título foi vendido por menos de US$ 10 milhões, o que é assustador quando você se lembra das máquinas de lucros que esse jornais costumavam ser".

Publicidade menor. A venda de ativos vem sendo uma das fórmulas encontradas pelo New York Times Co. para equilibrar a perda de receita com publicidade que vem registrando nos últimos anos. A ideia do grupo é se concentrar nos seus jornais âncora, como o próprio The New York Times, o The Boston Globe e o The International Herald Tribune.

Em julho, a companhia já havia vendido mais da metade da sua participação no Fenway Sports Group, proprietário do time de beisebol Boston Red Sox, por US$ 117 milhões.

Enquanto cresceu o otimismo com relação ao novo serviço de assinatura digital do The New York Times, as publicações regionais da empresa foram ficando para trás, com o declínio vigoroso impelido pela queda dos classificados e a migração dos leitores para a internet.

Em 2010, o Regional Media Group respondia por 11% das receitas de US$ 2,4 bilhões da companhia. De 2008 até 2009, as receitas de publicidade da divisão caíram 30,2%, para US$ 193 milhões, e em 2010 declinaram 8,2%, para US$ 177 milhões, segundo o relatório anual de 2010 da Times Co. Os classificados representaram 28% dos anúncios nos jornais regionais. / THE NEW YORK TIMES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.