Donald Trump deve investir em projeto imobiliário na zona portuária do Rio

Empreendimento prevê a construção de 6 torres comerciais de 50 andares cada uma que deverão ficar prontas antes da Olimpíada de 2016

Talita Fernandes, especial para a Agência Estado,

25 de julho de 2012 | 16h46

RIO DE JANEIRO - O magnata norte-americano, Donald Trump, conhecido por deter grandes empreendimentos imobiliários em Nova York, como o Trump Tower, e por apresentar o reality show O Aprendiz nos Estados Unidos, apresentou uma proposta de investimento no projeto do Porto Maravilha, no centro do Rio de Janeiro, segundo um porta-voz da prefeitura carioca.

No início do ano, um consórcio formado por investidores búlgaros da MRP Internacional e pelo Grupo Trump apresentou uma proposta de construção de seis torres de negócios da Zona Portuária, localizada no centro do Rio de Janeiro. A construção desses prédios se insere no projeto que o governo municipal do Rio vem desenvolvendo desde 2009, o Porto Maravilha, que tem como objetivo a revitalização da região portuária da cidade.

Batizado de Rio Towers, o empreendimento prevê a construção de seis torres comerciais de 50 andares cada uma que deverão ficar prontas antes dos Jogos Olímpicos de 2016, a se realizarem em agosto de 2016 na capital carioca. Os prédios serão construídos em uma área de pouco mais de 300 metros quadrados e custarão mais de R$ 5 bilhões.

O terreno previsto no projeto pertence à Autoridade Portuária do Rio de Janeiro. Um porta-voz municipal disse que "as negociações com o governo federal não avançaram muito." Ele confirmou, entretanto, a participação do Grupo Trump no empreendimento. Não foram encontrados porta-vozes da MRP Internacional e do Grupo Trump para comentarem a proposta. As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.