Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Donos de Fox denunciam acidentes com porta-malas

A vantagem de aumentar ou diminuir o tamanho do porta-malas do Fox, carro fabricado pela Volkswagen, transformou-se em uma armadilha para os proprietários. O equipamento opcional, disponibilizado na parte interna do veículo, já provocou ao menos oito acidentes graves - nos quais as vítimas tiveram um ou mais dedos da mão mutilados. No total, há relatos de 22 pessoas machucadas no País, que nos últimos três anos tiveram de unhas e peles arrancadas a esmagamentos e dedos decepados. O assunto foi tema de reportagem recente da revista Época.O número de acidentados foi levantado por uma das vítimas, o químico Gustavo Funada, hoje com 51 anos. No final de 2004, ele perdeu a parte superior do dedo médio da mão direita no porta-malas do seu Fox e foi atrás de outras pessoas que sofreram o mesmo tipo de acidente. "Fiz um banco de dados e, de lá para cá, já são 22 pessoas cadastradas", conta Funada. "A empresa não tomou nenhuma providência efetiva. Por mês, são em média dois proprietários que entram em contato comigo por causa disso".Os acidentes acontecem sempre da mesma forma. O usuário puxa uma pequena alça flexível que fica embaixo do banco traseiro, para afastar ou aproximar o encosto do assento traseiro. O perigo é quando o motorista encaixa o dedo na argola dessa alça. Esse movimento faz com que uma mola seja destravada, pressionando o dedo do usuário e provocando uma reação parecida com o movimento de uma guilhotina. Foi dessa forma que Funada perdeu a ponta do dedo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2008 | 09h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.