Ernesto Rodrigues / Estadão
Ernesto Rodrigues / Estadão

Doria deve engrossar coro de governadores pela Previdência em Brasília

Os governadores de todas as regiões do País se encontram na próxima terça-feira, 11, pela manhã, na capital

Camila Turtelli e Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2019 | 13h31

BRASÍLIA - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), também deverá participar do encontro de governadores em Brasília na próxima terça-feira, 11. Os políticos se reúnem na capital na semana que vem em um esforço para convencer a Câmara a manter Estados e municípios no projeto da reforma da Previdência

Doria chega a Brasília ainda na segunda-feira, 10, à noite. Segundo o Estadão/Broadcast Político apurou, ele participa de um jantar com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), entre outras lideranças do parlamento, no dia de sua chegada.

Os governadores de todas as regiões do País se encontram na terça-feira pela manhã em Brasília. Políticos que são a favor da manutenção estão tentando convencer o relator da reforma, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP),  a apresentar seu relatório só após este encontro.

O líder do MDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), chegou a pedir esse adiamento publicamente na última quarta-feira, 5. Moreira, por sua vez, está realizando uma série de reuniões técnicas que devem se estender por todo o fim de semana e não vai apresentar o relatório antes da segunda-feira, 10.

Segundo uma fonte, governadores resolveram defender a reforma com mais protagonismo depois que perceberam que havia pouco empenho por parte do parlamento em manter os Estados no projeto. Muitas das unidades da federação estão em uma situação financeira crítica que tende a piorar, caso a reforma não seja aprovada. 

Os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO), do Pará, Hélder Barbalho (MDB-PA) e de Alagoas, Renan Filho (MDB-AL) também já afirmaram que vão participar do encontro em Brasília e estão em campanha para que os Estados e municípios sejam mantidos na reforma. 

Tudo o que sabemos sobre:
João Doriareforma previdenciária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.