Dow Jones tem índice específico

A importância do comportamento ambiental das empresas no mercado internacional é inquestionável. Prova disso é o índice específico criado pela Dow Jones, voltado exclusivamente para empresas sustentáveis em todo mundo, o Dow Jones Sustainability Group Index (DJSGI). Para fazer parte desse índice, as companhias devem ter não apenas bom comportamento ambiental, mas também responsabilidade social. O Brasil tem duas empresas listadas no índice: Itaú e Cemig. Dessa forma, Brasil e Chile, com o Banco de AEdwards e a Cervecerias Unidas, são os únicos representantes da América do Sul no DJSGI., que reúne 229 empresas. A participação das companhias só foi possível após uma bateria de questionários e informações detalhadas. O superintendente de relações com investidores do Itaú, Geraldo Soarez, contou que perguntaram até se a instituição emitia gases poluentes com seu sistema de ar condicionado. Na opinião do editor do Dow Jones Sustainability Group Index, John Prestbo, depois que o crescimento econômico do País estiver bem encaminhado, a questão ambiental vai ganhar relevância e será exigida uma disciplina maior por parte dos investidores. De acordo com a professora da Faculdade de Administração e Economia da USP, Maisa de Souza Ribeiro, o número de empresas que divulgam informações ambientais ainda é pequeno. Em seu levantamento, do total de 2.500 empresas, apenas 44 divulgavam suas atividades nessa área. Dentre elas estão a Vale do Rio Doce e Aracruz. Elas entendem que é impossível desassociar a preocupação com o meio ambiente de suas operações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.