DPDC multa Peugeot em R$ 571 mil

A Peugeot Citroën do Brasil foi multada ontem em R$ 571 mil pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), por "induzir os consumidores a erro", segundo Amaury Oliva, diretor do órgão.

LÍLIAN CUNHA, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2012 | 02h07

Segundo Oliva, o departamento recebeu reclamações de consultores que se sentiram lesados por duas propagandas veiculadas pela Peugeot. A primeira delas, batizada de "Demorou, Dançou", anunciava pela TV o automóvel Pegeout 206 por "parcelas a partir de R$ 206". "Mas a empresa não mencionava que havia uma entrada e também prestações intermediárias", afirma Oliva. Mesmo as peças publicitárias em material impresso, segundo ele, não tinham a informação de forma clara. "Havia um asterisco minúsculo, quase imperceptível", diz Oliva.

A segunda campanha, chamada de "Eu e Peugeot, Peugeot e eu", segundo o DPDC, induziu o consumidor a acreditar que além de câmbio grátis, ele também ganharia três anos de garantia e seguro na compra de um veículo da marca. "O problema é que quando chegava na concessionária, o consumidor ficava sabendo que não era um pacote de três serviços, mais que a oferta valia para um serviço ou outro e também que esses adicionais eram embutidos no valor das parcelas", explica o diretor.

Em nota, a empresa divulgou que a resolução do DPDC de multar a empresa "trata-se de uma decisão de primeira instância e que a Peugeot do Brasil apresentará recurso". Conforme o DPDC, a empresa tem dias para pagar a multa ou tentar um recurso. "O mercado precisa ter a maturidade de fazer campanhas publicitárias mais transparentes, sem omissão de informações, como nesse caso", diz Oliva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.