Draghi espera crescimento modesto da zona do euro no 2º semestre, segundo jornal

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Draghi espera crescimento modesto da zona do euro no 2º semestre, segundo jornal

O presidente do BCE afirmou que existe o risco de que reformas estruturais insuficientes possam pesar sobre o ambiente empresarial

REUTERS

25 de setembro de 2014 | 07h31

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, espera que a zona do euro cresça de forma modesta no segundo semestre do ano, impulsionada pelas recentes medidas de estímulo do BCE, e prometeu fazer mais se necessário.

Em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal lituano Verslo Zinios, Draghi alertou que as tensões geopolíticas podem afetar a confiança empresarial e do consumidor. Mas afirmou que as sanções impostas pela e contra a Rússia como resultado do conflito na Ucrânia tiveram até agora impacto limitado sobre a economia da zona do euro.

Draghi também disse que existe o risco de que reformas estruturais insuficientes possam pesar sobre o ambiente empresarial da zona do euro.

"De acordo com informações preliminares, as condições econômicas têm sido um pouco mais fracas do que o esperado", disse Draghi, segundo o jornal. "No geral, entretanto, esperamos crescimento modesto no segundo semestre do ano."

A economia da zona do euro ficou estagnada no segundo trimestre e o banco lançou novas medidas em junho e setembro para impulsionar o crescimento, ao mesmo tempo em que pede aos governos para fazerem sua parte das reformas.

(Reportagem de Eva Taylor)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRODRAGHIPIB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.