Draghi expansionista contribui para elevar índices

As ações europeias anularam as perdas vistas mais cedo e fecharam em alta nesta quinta-feira, após o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, dizer que o conselho do BCE é unânime em seu comprometimento com medidas não convencionais adicionais se necessário.

BLAISE ROBINSON E SUDI, REUTERS

06 de novembro de 2014 | 16h08

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,19 por cento, a 1.351 pontos.

Draghi disse que o BCE pretende aumentar seu balanço patrimonial aos níveis de 2012, repetindo a linguagem que havia irritado alguns integrantes do banco central porque essencialmente fixa uma meta para a expansão.

Nesta semana, fontes disseram à Reuters que presidentes de bancos centrais da zona do euro planejavam desafiar Draghi sobre o que consideram seu estilo de gestão reservado e sua comunicação errática e pedir que agisse de forma mais colegiada.

As autoridades estão particularmente irritadas com o fato de que Draghi efetivamente colocou uma meta para aumentar o balanço do BCE imediatamente após o conselho da autoridade monetária explicitamente concordar em não tornar público nenhum número, disseram as fontes.

"Vai na direção correta e certamente vai apoiar o mercado no curto prazo. Mas, ao mesmo tempo, os indicadores econômicos na Europa continuam negativos, então é difícil ser otimista", disse o gestor de fundos do Montaigne Capital, Arnaud Scarpaci.

"Nesse contexto, eu vejo os índices europeus presos em uma banda até o fim do ano", acrescentou.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,18 por cento, a 6.551 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,66 por cento, a 9.377 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,46 por cento, a 4.227 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve queda de 0,73 por cento, a 19.285 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,15 por cento, a 10.261 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 ganhou 0,53 por cento, a 5.178 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.