Dubai não formaliza proposta, mas diz que pagará juros

O conglomerado Dubai World afirmou que não ter sido formalizada uma proposta de paralisação de sua dívida no encontro com credores realizado nesta segunda-feira, mas que continuará a honrar os compromissos com juros até que um acordo seja fechado. O conglomerado estatal procura reestruturar cerca de US$ 22 bilhões em dívidas.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

21 de dezembro de 2009 | 11h17

"É um processo longo que levará bastante tempo", disse um porta-voz da companhia após uma apresentação concedida a bancos em Dubai. Cerca de 90 credores internacionais e locais reuniram-se com representantes do Dubai World e sua equipe de reestruturação liderada por Aidan Birkett, da consultoria Deloitte. Em 25 de novembro, o Dubai World informou que pretendia pedir o congelamento do pagamento de sua dívida por seis meses, provocando forte agitação nos mercados globais.

"O Dubai World manterá o serviço de sua dívida", afirmou o porta-voz. "Nenhum acordo oficial de paralisação foi apresentado hoje. Este é o primeiro encontro oficial entre o Dubai World e seus credores. Os bancos irão agora se reunir com o comitê de coordenação", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Dubaidívidareestruturação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.