Duhalde deve antecipar entrega da Presidência, diz economista

O economista Humberto Petrei, assessor do governador de Córdoba, José Manuel de la Sota, afirmou hoje que o presidente Eduardo Duhalde deveria antecipar a entrega do poder porque "é uma verdadeira lástima o tempo que se está perdendo". Segundo ele, "se estão deixando as coisas estancadas e os problemas flutuando, em vez de serem atacados", disse Petrei, em Washington, onde vive, por telefone, ao jornal argentino La Voz del Interior. O economista destacou que "a situação está complicada, é muito séria e requer uma atenção muito forte", além de lembrar que o problema da dívida tem que ser encarado porque, cedo ou tarde, vai precipitar-se. Falando como o eventual ministro de Economia no caso de De la Sota sair como candidato vitorioso nas eleições, Humberto Petrei disse que "é preciso atender ao problema fiscal e dentro deste, a relação União-províncias, o tema previdenciário, e a maior transparência do orçamento".

Agencia Estado,

17 de julho de 2002 | 14h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.