Duhalde diz que acordo com FMI sai antes de dezembro

O presidente argentino, Eduardo Duhalde, comentou hoje a viagem de uma nova missão argentina a Washington, na próxima quinta-feira. Ele disse que o país está avançando nas negociações e que o acordo com o FMI será assinado antes de dezembro. Em entrevista à Agência Estado o presidente revelou que ainda não tomou a decisão se usará as reservas do Banco Central para pagar os vencimentos da dívida com os organismos internacionais. Segundo Duhalde, há dúvidas se o país entra em um segundo default ou se usa suas minguadas reservas. "Vamos tomar a decisão no devido momento e vamos avaliar se não há riscos internos que possam continuar provocando a desvalorização do peso", afirmou Duhalde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.