Duhalde e Lavagna se reúnem para avaliar negociações com FMI

O presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, reúne-se hoje com o ministro de Economia, Roberto Lavagna, na Casa Rosada, para analisar o andamento das negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Segundo fontes do governo, eles discutem também a forma de implementar novos mecanismos para financiar as exportações, já que depois do acordo com o Fundo a Argentina contará com créditos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para cumprir este objetivo.Hoje, o presidente Duhalde estimou que a Argentina fechará o acordo com o FMI nos primeiros dias de novembro. O governo espera receber, nas próximas 48 horas, uma resposta do Fundo sobre as objeções e comentários feitos pelo ministro de Economia ao rascunho da carta de intenções enviado pelo organismo há uma semana e remetido de volta na última quinta-feira.Na resposta esperada pelo governo, a expectativa é que a diretoria do organismo também marque a data para o envio da missão negociadora que deverá desembarcar em Buenos Aires ainda nesta semana. Eduardo Duhalde precisa fechar o acordo antes do dia 15 de novembro para evitar a moratória com o Banco Mundial, já que nesta data vencerá uma parcela da dívida de US$ 850 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.