Duhalde e províncias petroleiras tentam acordo

O presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, se reuniu nesta manhã com os governadores das províncias de Neuquén e Chubut, produtoras de petróleo, para tentar chegar a um acordo sobre o artigo da Lei de Emergência Financeira que prevê a criação de um imposto sobre as exportações de derivados de petróleo. As empresas de petróleo são contra essa disposição. A arrecadação adicional compensaria as perdas do setor financeiro; o setor petroleiro na Argentina, com a desvalorização, terá custos em pesos, mas receita em dólares, o que garantiria ganhos de receita. Segundo os governadores, o presidente teria proposto que, em troca de retirar o imposto da nova lei, as empresas adiantariam o pagamento entre 1 bilhão e 1,4 bilhão de pesos equivalentes a impostos internos. Os governadores devem levar a proposta aos empresários. Duhalde também teria proposto, segundo os governadores, que em troca da mudança na lei as empresas manteriam os empregos e não aumentariam os preços dos combustíveis.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.