Duhalde inicia negociação da dívida privada em novembro

O ministério argentino de Economia informou que a partir de novembro dará início às negociações da dívida privada. A informação sobre a "decisão do governo" já foi transmitida aos detentores de bônus privados, segundo nota do ministério. Na verdade, esta é uma das últimas exigências do Fundo Monetário Internacional (FMI) para fechar o acordo com a Argentina e que consta na carta de intenção. O ministro de Economia, Roberto Lavagna, insistia em que não se poderia iniciar a negociação com os credores privados enquanto o acordo com o organismo não fosse fechado. Isso significa que o governo está seguro de que, desta vez, o acordo será fechado mesmo, como sinalizou hoje o porta-voz do FMI, Thomas Dawson, ao dizer que no princípio de novembro o acordo poderá estar concluído.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.