Dulci: Lula tem monitorado seriamente a crise financeira

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem monitorado "com muita seriedade" a crise financeira mundial, em conversas permanentes com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e com o ministro da Fazenda, Guido Mantega."O presidente está atento, mas confiante no vigor da economia brasileira para enfrentar a crise, o que não significa que o País não sofrerá impacto, já que todos os países sofrerão algum tipo de impacto", afirmou Dulci, que não costuma fazer declarações sobre problemas relacionados à economia.O ministro acrescentou que não há razão para o Brasil ser "contaminado" pela quebra de bancos como aconteceu em outros países. "O sistema brasileiro é saudável. A indústria brasileira é saudável e se tornou competitiva. O Estado brasileiro está enxuto, a moeda é forte. Então, não há razão para que se considere que o Brasil será arrastado pela crise", declarou Dulci, em conversa com jornalistas após solenidade no Palácio do Planalto.O presidente Lula, que também participou da cerimônia, para a criação do Conselho Brasileiro do Mercosul Social e Participativo, foi abordado por repórteres ao se retirar, mas não fez declarações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.