DuPont aposta em couro esticável

A DuPont Lycra aposta nas tendências de busca de conforto pela indústria da moda em confecções e calçados. Para isso, pesquisou e desenvolveu uma forma de dar elasticidade ao couro bovino. Daí nasceu o couro com Lycra, e o resultado do pioneirismo deverá ser convertido em vendas de R$39,6 milhões a R$ 43,2 milhões neste ano, só na América do Sul.O gerente da DuPont Lycra para o segmento de calçados,Pedro Conte, afirma que o produto teve sua estréia mundial no Brasil há dois anos. O impulso nas vendas está previsto para 2002 com um forte trabalho do Departamento de Marketing para promover o novo item. Mostras como a Couromoda, nesta semana, e a São Paulo Fashion Week, no final de janeiro e início de fevereiro, ambas na capital paulista, são pontos importantes para a divulgação do produto.A DuPont Lycra já conta com três clientes importantes,as calçadistas Sândalo, Beira Rio e a Hobby. A inovação daDuPont Lycra deve incrementar a venda de seus clientes em 20% neste ano. O custo do calçado com o novo material é mais alto do que os gastos com couro comum. Mas a expectativa é de popularização do porduto.LicenciamentoA DuPont licenciou apenas dez curtumes em todo o mundo que trabalharão em parceria com a empresa naprodução do couro com Lycra. No Brasil, a Mkouros, de Estância Velha (RS), com capacidade instalada para a fabricação de 100 mil metros quadrados de couro por mês, deverá destinar 30% da produção ao couro com Lycra.Com isso, a DuPont Lycra poderá pôr no mercadosul-americano 360 mil metros quadrados do couro especial por ano. "O País poderá ser um criador de moda internacional", diz. Os outros nove curtumes estão espalhados pela Ásia, Europa e Estados Unidos.A escolha do Brasil para o lançamento da linha de vestuário de couro com Lycra foi feita devido à grande oferta depele bovina.Nos calçados de couro com 3% a 7% de Lycra, o alongamento fica entre 7% e 10%. Ou seja, o calçado veste o pé sem pressionar pontos frágeis e geralmente cansados devido a caminhadas. Já no vestuário, o couro com 10% de Lycra proporciona até 35% de alongamento. Além do conforto, diz o fabricante, o produto preserva a memória da forma original, sem deformar-se pelos alongamentos exercidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.