É impossível aceitar proposta dos EUA para Alca, diz Dirceu

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, disse nesta segunda-feira ser impossível aceitar a atual proposta dos Estados Unidos para a Alca. Segundo ele, a oferta norte-americana não prevê um acordo comercial, mas apenas acordo de investimentos, serviços, propriedade intelectual e de compras governamentais. "É pedir demais para nós que já demos muito para o crescimento e o desenvolvimento da humanidade nos últimos 500 anos", disse em discurso no XXII Congresso da Internacional Socialista, em São Paulo.O ministro afirmou que nessas condições o acordo desenharia as possibilidades e probabilidades de cada um dos países a se desenvolver nos próximos 25 anos sem reciprocidade, tanto em relação à dívida, como em relação ao acesso aos mercados, tecnologia e investimentos.Dirceu afirmou que a aliança feita pelo PT no Congresso dá ao País uma unidade para enfrentar o desafio externo da integração da América do Sul e da luta contra o protecionismo. "A unidade interna no País pode dar condições de enfrentar a agenda da Alca", afirmou. Segundo ele, dependendo de como será fechado o acordo, a Alca pode inviabilizar o projeto de retomada do desenvolvimento econômico ou fortalecer esse projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.