É possível que cana tenha impactado PIB, diz Stephanes

PIB da agropecuária caiu 9% no 3º trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2008

Renata Veríssimo, AGÊNCIA ESTADO

10 de dezembro de 2009 | 11h11

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, afirmou que ainda não tinha tido conhecimento dos números do Produto Interno Bruto (PIB) referentes ao terceiro trimestre, que foram divulgados nesta quinta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Numa primeira análise, ele cogitou que o desempenho da cana-de-açúcar tenha significado um dos principais impactos para o resultado negativo do setor agrícola.

 

De acordo com o IBGE, o PIB da agropecuária caiu 9% no 3º trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2008 e recuou 2,5% no terceiro trimestre ante o segundo trimestre.

 

Os porcentuais do setor foram muito mais críticos do que os verificados no PIB geral do País: neste caso, queda de 1,2% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado e alta de 1,3% na comparação do terceiro com o segundo trimestre de 2009. "A colheita de cana foi retardada em 25% este ano e ela tem grande impacto no PIB, porque o açúcar possui um peso bastante elevado. É provável que a cana tenha sido um item importante", disse o ministro.

 

Ao receber a informação sobre os dados do PIB pela imprensa, Stephanes pediu que seus assessores analisassem os números e prometeu fazer avaliações mais detalhadas após o almoço.

Tudo o que sabemos sobre:
agriculturaagropecuáriaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.