EBX confirma saída de Paulo Mendonça do grupo

Trazido da Petrobrás durante a criação da petroleira OGX, ele foi colocado na 'geladeira' em junho, depois de a companhia anunciar potencial abaixo das estimativas para o campo de Tubarão Azul 

Mônica Ciarelli, da Agência Estado,

30 de agosto de 2012 | 12h55

RIO - A EBX confirmou a saída do geólogo Paulo Mendonça do grupo de Eike Batista. Trazido a peso de ouro da Petrobrás pelo empresário durante a criação da petroleira OGX, Mendonça foi colocado na "geladeira" em junho deste ano, depois que a companhia anunciou potencial para o campo petrolífero de Tubarão Azul, na Bacia de Campos, bem abaixo das estimativas.

Na época, a queda de Mendonça da presidência da OGX foi a resposta de Eike Batista à derrocada das ações. O comando da petroleira foi assumido pelo presidente da OSX, Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, e Mendonça ficou com uma vaga no conselho de administração da holding.

Para investidores, a saída do executivo de vez do grupo é uma sinalização clara de que o tempo de metas mais agressivas da OGX chegou ao fim e agora a empresa caminha para um período de projeções mais conservadoras. 

Tudo o que sabemos sobre:
EBXgeólogosaída

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.