Economia abre menos vagas formais em março

A economia brasileira abriu 92.675 vagas de emprego formal em março, informou o Ministério do Trabalho nesta terça-feira. Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

REUTERS

20 de abril de 2011 | 15h00

Em entrevista coletiva, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, afirmou que o mês de abril deve ser "muito forte" e que o principal impacto sobre os números de março foi o Carnaval, que no ano passado havia sido em fevereiro.

Segundo Lupi, o primeiro trimestre do ano também foi impactado pelas chuvas, que afetaram o setor de construção civil.

Ele manteve a previsão de criação de 3 milhões de vagas formais no ano.

"Hoje eu não estou vendo ainda o mercado de trabalho brasileiro desaquecido", afirmou Lupi, ao ser questionado sobre a desaceleração da economia e eventual impacto das medidas macroprudenciais tomadas pelo governo.

Os dados de fevereiro e janeiro foram revisados para abertura de 315.315 e 175.896 vagas formais, respectivamente, já com ajustes. Os números anteriores apontavam criação de 280.799 e 152.091.

(Reportagem de Ana Nicolaci da Costa)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCAGEDATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.