Economia alemã deve se contrair no 2o tri, diz Bundesbank

A economia alemã deve ter uma levecontração no segundo trimestre depois de se expandir nosprimeiros três meses do ano em seu ritmo mais forte desde 1996,afirmou o Bundesbank nesta segunda-feira. O investimento em construção, que tirou proveito do climamais ameno no período, mostrará um "retrocesso técnico" nosegundo trimestre, assim como os investimentos em equipamentose ações, acrescentou o banco. "Na projeção base, para o segundo trimestre haverá umligeiro recuo no PIB sazonalmente ajustado comparado ao inverno(trimestre)", disse o Bundesbank em seu relatório mensal dejunho. O ministro das finanças afirmou na sexta-feira que ocrescimento provavelmente sofrerá uma forte queda nos segundotrimestre à medida em que a inflação afeta o consumo no país. Aeconomia havia crescido 1,5 por cento no primeiro trimestre. Apesar da queda esperada, o banco afirmou que o PIB aindaserá significativamente forte no período de abril a junho. Parao ano, o Bundesbank manteve sua previsão de crescimento de 2por cento, caindo para 1,4 por cento em 2009. (Reportagem de Paul Carrel)

REUTERS

23 de junho de 2008 | 08h30

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHACRESCIMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.