Economia da Alemanha contrai no 2º tri por comércio externo e investimentos

A economia alemã sofreu contração inesperada no segundo trimestre, a primeira em mais de um ano, à medida que o comércio exterior e o investimento, particularmente no setor de construção, pesou sobre o crescimento da maior economia da Europa.

REUTERS

14 de agosto de 2014 | 07h33

A Agência Federal de Estatísticas da Alemanha informou que a economia encolheu 0,2 por cento entre abril e junho. A expectativa era de estagnação em pesquisa da Reuters.

O resultado marcou uma forte desaceleração em relação ao período de janeiro a março, quando a economia cresceu com força, em parte devido ao inverno ameno. Ema outra má notícia, a agência revisou para baixo os dados do crescimento do primeiro trimestre para 0,7 por cento, do 0,8 por cento anunciado inicialmente.

Dados não ajustados sazonalmente mostraram que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,8 por cento no segundo trimestre na base anual, abaixo da expectativa na pesquisa da Reuters de expansão de 1,5 por cento.

(Reportagem de Michelle Martin)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAPIB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.