Ralph Orlowski|Reuters
Ralph Orlowski|Reuters

Economia da zona do euro desacelera e PIB cresce apenas 0,3% no 2º trimestre

Entre as maiores economias da zona do euro, a Alemanha cresceu 0,4% no trimestre, a Espanha expandiu 0,7% e a Holanda cresceu 0,6% no trimestre

O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2016 | 08h48

LONDRES - O crescimento econômico da zona do euro desacelerou no segundo trimestre, após um resultado forte nos primeiros três meses do ano, segundo estimativas divulgadas pela agência de estatísticas da União Europeia (UE) nesta sexta-feira, 12.

A Eurostat disse que o Produto Interno Bruto (PIB) nos 19 países do bloco econômico cresceu 0,3% no trimestre e 1,6% na comparação anual, confirmando as leituras preliminares divulgadas no fim de julho.

No primeiro trimestre, o PIB da zona do euro cresceu 0,6% na comparação com o período anterior e 1,7% na base anual, conforme estimado anteriormente. O PIB na UE como um todo cresceu 0,4% no segundo trimestre ante os três primeiros meses do ano e expandiu 1,8% na base anual.

Entre as maiores economias da zona do euro, a Alemanha cresceu 0,4% no trimestre, a Espanha expandiu 0,7% e a Holanda cresceu 0,6%. O crescimento na França e na Itália, segunda e terceira maiores economias do bloco, no entanto, ficou estável.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu mais que o esperado no segundo trimestre, tanto ante os três meses anteriores quanto na comparação anual. Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam ganho de 0,2% no confronto trimestral e acréscimo de 1,4% na comparação anual.

Portugal registrou crescimento de 0,2% no segundo trimestre, na comparação com o trimestre anterior, segundo dados desta sexta-feira do Instituto Nacional de Estatística do país. Na comparação anual, o PIB avançou 0,8% no segundo trimestre.

No primeiro trimestre, o PIB português havia avançado 0,9% na comparação anual. O resultado recente representa, portanto, uma leve desaceleração. Em seu comunicado, o instituto diz que no segundo trimestre houve um "crescimento menos intenso do consumo privado e uma redução mais expressiva do investimento". 

O Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia registrou crescimento de 0,3% no segundo trimestre ante o anterior, de acordo com os dados preliminares divulgados nesta sexta-feira pela Autoridade Helênica de Estatísticas. Na comparação anual, porém, a economia grega encolheu 0,7% no segundo trimestre.

De acordo com o órgão de estatísticas da Grécia, esses números são sazonalmente ajustados. O comunicado ressalta, além disso, que os números são preliminares e podem ser alterados mais adiante./COM INFORMAÇÕES DOWJONES NEWSWIRES E REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Europa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.