Economia deve ser recuperar em 2010, diz Trichet

Segundo presidente do BCE, porém, condições econômicas deverão registrar contração significativa neste ano

Ana Conceição, da Agência Estado,

12 de janeiro de 2009 | 11h18

As condições econômicas globais vão enfraquecer ainda mais neste ano, mas devem se recuperar substancialmente em 2010, disse Jean-Claude Trichet, presidente do Banco Central Europeu (BCE), após encontro no Banco de Compensações Internacionais (BIS), na Basileia, Suíça. Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise   "Se há um sentimento de que a economia global irá contrair significativamente em 2009, com as nações industrializadas tendo, provavelmente, desempenhos negativos, há também um sentimento que 2010 deverá ser o ano da recuperação", afirmou Trichet em entrevista coletiva após a reunião bimestral do BIS. O presidente do BCE também considerou que os mercados financeiros ainda não precificaram totalmente as ações tomadas pelos governos e bancos centrais para ajudar suas respectivas economias. Trichet afirmou que durante a reunião de hoje no BIS não houve discussões sobre ações coordenadas entre bancos centrais envolvendo outras medidas que não sejam ajustes nas taxas de juros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.