Economia do Peru desacelera e avança 1,7% no 2º tri

O Produto Interno Bruto (PIB) do Peru apresentou uma alta de 1,7% no segundo trimestre do ano, em relação a igual período do ano anterior, conforme informou nesta segunda-feira o banco central peruano. No segundo trimestre do ano passado, a expansão havia sido de 6,2%, e no primeiro trimestre deste ano, houve avanço de 5,1%.

Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2014 | 14h01

De acordo com a instituição financeira, setores ligados a recursos naturais, como mineração, pesca e agricultura, tiveram fraco desempenho no período, e, por representarem boa parte da atividade econômica do país, contribuíram para travar o crescimento. A economia peruana cresceu na ultima década pautada por um "boom" de commodities, alimentado por um aumento do consumo interno. Este momento favorável, no entanto, tem desacelerado, como também tem acontecido no Chile no Equador.

No período, a demanda do mercado interno avançou apenas 2,2% no segundo trimestre, bem abaixo dos 7,1% registrados no mesmo período de 2013 e dos 4% anotados no primeiro trimestre deste ano. "Estes resultados devem-se a uma queda nos investimentos", disse o banco na última sexta-feira.

O ritmo mais lento da economia também se deve a um maior déficit nas contas correntes do país, que no segundo trimestre ficaram em 7,3% do PIB, contra 5,1% em igual período do ano passado. Segundo o banco central, isso se deve principalmente a uma queda de 12,3% nas exportações, que, por sua vez, foi impulsionada por preços mais baixos e volumes menores de vendas de cobre e ouro.

"O segundo semestre precisa ser mais forte, pois já consideramos o risco de diminuir nossa projeção de crescimento para 2014", disse a instituição. Para o ano todo, a expectativa do banco central é de um avanço de 4%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
PerueconomiaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.