Economia dos EUA ainda patina, diz Fed

A economia dos EUA continuou patinando em setembro e no início de outubro, com disposições desiguais com relação à perspectiva futura, diz o "livro bege", sumário das condições da atividade econômica preparada para uso do Federal Reserve (o banco central) na próxima reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), marcado para 6 de novembro.A última edição do "livro bege" foi preparada pelo Federal Reserve Bank de Mineápolis e reflete as informações colhidas entre início de setembro e 15 de outubro. Os distritos de St. Louis e San Francisco foram os únicos que informaram crescimento mais forte nesse período. Os distritos de Nova York e Kansas City informaram otimismo cauteloso para o futuro, apesar da recente desaceleração do crescimento. Ampla incertezaOutras regiões forneceram uma perspectiva econômica mais cautelosa. Os distritos de Dallas e Cleveland expressaram preocupação com relação a incerteza doméstica e no exterior. "Os contatos foram significativamente mais pessimistas sobre a perspectiva de crescimento para o restante do ano, citando preocupações sobre a guerra, terrorismo, greve dos portuários da Costa Oeste, declínio do mercado de ações e próximas eleições", escreveu o Federal Reserve Bank de Dallas. "Essa ampla incerteza está fazendo com que os gastos de consumo e o investimento sejam colocados em suspenso".No "livro bege" anterior, divulgado em 11 de setembro, o Fed disse que a economia dos EUA tinha esfriado, com mais áreas experimentando crescimento econômico positivo, mas inconsistente. Neste novo relatório, o Fed observou uma tendência similar. "Muitos distritos informaram que a atividade econômica continuou patinando em setembro e início de outubro", disse o Fed.Vendas fracasAs vendas no varejo foram fracas em setembro e início de outubro nos EUA, com as vendas de automóveis caindo dos níveis historicamente elevados, de acordo com o "livro bege". O mercado de mão-de-obra esteve fraco em todas as regiões, e os aumentos salariais foram tênues. Os preços mostraram-se desiguais.O Fed detectou pressão moderada de preços no geral, mas alguns setores viram mais sinais de inflação. "No geral os preços foram reportados como estáveis, com aumento significativo observado na saúde, seguros e navegação", disse o Fed.Indústria devagarA atividade industrial declinou ou cresceu mais devagar em mais regiões, embora indústrias em diversos distritos tenham uma perspectiva razoavelmente otimista, disse o Fed. O setor de energia desacelerou e o de mineração esteve desigual. "Difícil, estagnado e patinando, descrevem as condições no setor industrial em muitos distritos", disse o Fed. "Muitos distritos reportaram relutância das indústrias em financiar investimentos".O setor financeiro continuou a ver as condições desiguais que caracterizaram o desempenho este ano. "Muitos distritos reportaram forte demanda por empréstimo ao consumidor e fraca atividade de empréstimo comercial", disse o Fed. "A deterioração da qualidade de crédito foi reportada em alguns distritos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.