Economia encolhe 1,2% no terceiro trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) da economia brasileira recuou 1,2% no terceiro trimestre do ano na comparação com o segundo trimestre, informa IBGE. É a primeira queda após oito trimestres seguidos de crescimento. No ano, a soma de tudo o que é produzido no País ainda é positiva: 2,6%. Em relação ao terceiro trimestre do ano passado, o PIB cresceu 1%.A queda na atividade econômica já era esperada pelos economistas. Os juros altos (19,75% durante quatro meses) e a crise política (que já dura seis meses) são apontados como as causas na retração da atividade.SetoresO resultado do terceiro trimestre, em relação ao segundo trimestre, foi influenciado, principalmente, pela Agropecuária e a Indústria que registraram queda de 3,4% e 1,2%. O setor de Serviços manteve-se estável (taxa de 0,0%).Já os investimentos tiveram queda de 0,9% no terceiro trimestre deste ano, após o aumento de 4,7% no segundo trimestre de 2005. O consumo das famílias subiu 0,8% no período e consumo do governo caiu 0,4%.As importações registraram alta de 1,4%. É o oitavo trimestre seguido de crescimento. Já as exportações seguiram a trajetória de crescimento, iniciada no segundo trimestre de 2003, com resultado de 1,8%.RevisãoO IBGE divulgou também revisões dos dados do PIB do segundo trimestre. O aumento de 1,4% no segundo trimestre ante o primeiro trimestre divulgado anteriormente foi revisado para 1,1%. O dado comparativo ao segundo trimestre de 2004 foi revisado de 3,9% para 4,0%.O número referente aos últimos quatro trimestres até o segundo trimestre mudou de 4,3% para 4,4%. O resultado do crescimento acumulado de 3,4% no primeiro semestre permaneceu inalterado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.