Economia já perdeu US$ 377 mi com greves

O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2012 | 03h04

As greves de mineiros e outros trabalhadores na África do Sul desde o começo deste ano já custaram US$ 377,2 milhões à economia, afirmou o presidente, Jacob Zuma (centro), alertando que o país não pode voltar para a recessão. Zuma falou durante congresso da maior federação de sindicatos do país, no momento em que a terceira maior mineradora de platina do mundo, a Lonmin, tenta encerrar uma greve de seis semanas, que resultou em cerca de 60 mil onças-troy de produção perdida e na morte de 45 pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.