Economia mundial crescerá 3,25% em 2005, diz a ONU

A economia mundial crescerá 3,25% neste ano, cifra inferior aos 4,1% de 2004, em uma desaceleração que pode ser considerada boa, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pela ONU. O relatório assinala que a desaceleração "é desejável dada à demanda acelerada e à capacidade limitada em alguns setores e regiões". No entanto, diz ser necessário "medidas mais ativas para fazer frente aos muitos desequilíbrios".O relatório identifica como grandes perigos para o crescimento mundial o déficit em conta corrente dos EUA; as políticas monetárias e fiscais para aumentar a atividade, e a alta do preço do petróleo e de outras matérias-primas. Outros riscos apontados pela ONU são os altos preços das casas e a possível existência de uma "bolha" no mercado de bens imobiliários, que poderia explodir e afetar a atividade econômica dos EUA.Para 2006, a ONU projeta um crescimento mundial de 3,5% com as economias em desenvolvimento aumentando seu PIB em 2,5% nos anos 2005 e 2006. "Uma alta da taxa de crescimento a partir de 2004 ajuda a compensar os difíceis anos do início do milênio para as economias em desenvolvimento", disse o subsecretário de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, José Antonio Ocampo. Ele afirmou que este crescimento mais estável e sólido pode ajudar no cumprimento das Metas de Desenvolvimento da Cúpula do Milênio.Para América Latina e Caribe, a ONU estima um crescimento de 4,25% em 2005 e 2006, abaixo dos 5,6% de 2004. As razões estão na queda da demanda externa, no ajuste das políticas econômicas e na normalização das taxas de crescimento em países que registraram grandes recuperações em 2004 frente aos anos anteriores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.