Economias emergentes cobram do G8 corte na emissão de gases

As cinco maiores economiasemergentes pediram nesta terça-feira aos integrantes do G8 quereduzam a emissão dos gases causadores do efeito estufa em até80 a 95 por cento abaixo do nível registrado em 1990 até 2050. Brasil, México, China, Índia e África do Sul também pedirama todos os países desenvolvidos que assumam o compromisso dereduções absolutas das emissões com base no alvo de médio prazode 25 a 40 por cento abaixo dos níveis de 1990 até 2020. As nações emergentes também disseram que é essencial quepolíticas para o desenvolvimento de biocombustíveis não ameacema segurança alimentar. (Reportagem de Lucy Hornby)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.