Economista-chefe do Bird diz que Brasil precisa baixar juro

O economista-chefe e vice-presidente sênior do Banco Mundial, François Bourguignon, disse hoje que "o Brasil necessita de uma queda de juros para o crescimento começar de novo". Ele afirmou que as taxas de juros cobradas pelos bancos comerciais, muito mais altas que o juro real de 12% paga pelo governo, "são basicamente incompatíveis com investimentos produtivos e dinâmicos". De acordo com o economista, se o Brasi quer que o desemprego baixe, precisa de mais atividade econômica e, para isso, necessita de menores taxas de juros. Bourguignon fez as declarações em entrevista após participar do seminário "Desenvolvimento com Jutiça Social, promovido pelo Instituito de Estudos do Trabalho e Sociedade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.