Economista do BC japonês mostra otimismo com economia do país

Para Kazuo Momma, autoridade monetária está mais confiante sobre as perspectivas de um retorno ao crescimento moderado

Reuters,

19 de janeiro de 2011 | 08h25

A economia do Japão deve sair do marasmo até março, ou pelo menos durante o primeiro semestre do ano, disse um economista do banco central, em um sinal de que a autoridade monetária está mais confiante sobre as perspectivas de um retorno ao crescimento moderado.

A economia pode ter se contraído no último trimestre do ano passado, mas esse movimento pode ter sido temporário em meio a sinais mais positivos sobre as exportações, a produção e o consumo privado, afirmou Kazuo Momma, diretor do departamento de pesquisa e estatísticas do BC.

"Há vários fatores que podem desestabilizar a economia global, o que, por meio do câmbio ou de outros movimentos de mercado, pode afetar a economia japonesa. Mas a perspectiva para este ano é positiva", afirmou ele em seminário nesta quarta-feira, 19.

(Por Leika Kihara)

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoeconomiacrescimentoBCcâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.