Economista do Safra aposta em crescimento de até 4%

A economia brasileira poderá apresentar no próximo ano uma taxa de crescimento de até 4%, segundo prevê o economista-chefe do Banco Safra, Eduardo de Faria. Segundo ele, oficialmente o banco ainda mantém uma previsão de crescimento da ordem de 3,5%, mas que é bastante provável que o PIB cresça acima desta projeção, reproduzindo em 2004 o crescimento registrado em 2000.A economia norte-americana, prevê Faria, tende a apresentar bons índices de recuperação, o que elevará as exportações brasileiras e os preços dos produtos brasileiros no mercado internacional. Na virada de 2000 para 2001, lembra Faria, a produção industrial brasileira crescia na casa dos dois dígitos, o que poderá se repetir no próximo ano."Nosso patamar de juro real para estimular a produção é muito diferente da de outros países", diz Faria. Por isso ele não considera obstáculo uma taxa de juro real de 9,5%, a expectativa de Selic de 15% para 2004 e uma taxa de inflação de 5,5%, segundo estabelece a meta inflacionária para o IPCA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.