Economistas elevam previsão para o PIB de 2008

O forte desempenho da economia no último trimestre de 2007 e no início deste ano levou consultorias e economistas a reverem para cima suas estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2008. Por enquanto, os especialistas ainda analisam os números do ano passado, divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas empresas como a Tendência Consultorias Integradas e a LCA Consultores já colocaram viés de alta nas suas previsões para o ano.Segundo a economista Marcela Prada, da Tendência, a projeção para este ano deverá ser elevada dos atuais 4,4% para algo entre 4,7% e 4,8%. ?O consumo das famílias veio acima do esperado no último trimestre de 2007, enquanto os condicionantes tradicionais da demanda, como crédito, emprego e renda, continuam fortes neste início de ano?, argumentou a economista.O diretor de Pesquisas Macroeconômicas do Bradesco, Octavio de Barros, também admite a possibilidade de rever para cima a previsão para o PIB deste ano. Por enquanto, a projeção é de 4,5%. Segundo ele, só a herança estatística do desempenho do quarto trimestre de 2007 já garantiria um crescimento de 2,5% neste ano. A taxa está apenas 2 pontos porcentuais abaixo da mediana das projeções de mercado, segundo o Relatório Focus, do Banco Central. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.