Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Economistas reclamam de falta de acesso a detalhes da arrecadação

Projeções ficaram prejudicadas por falta de informações; Receita promete normalizar divulgação

Flavio Leonel, Célia Froufe e Denise Abarca, da Agência Estado,

27 de março de 2012 | 16h37

SÃO PAULO - Economistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado demonstraram irritação nesta terça-feira, por causa da dificuldade de acesso aos dados detalhados do resultado efetivo da arrecadação federal de fevereiro, divulgada hoje pela Secretaria da Receita Federal. De acordo com os analistas consultados, algumas informações importantes para elaboração de projeções de outros resultados fiscais estão inacessíveis. Com isso, o cálculo de estimativas para dados, como o Governo Central de fevereiro, ficou prejudicado.

Na manhã de hoje, a Receita informou que a arrecadação de impostos federais e contribuições previdenciárias em fevereiro atingiu o valor total de R$ 71,902 bilhões. O resultado ficou dentro das expectativas dos economistas do mercado ouvidos pelo AE Projeções, já que eles aguardavam um número de R$ 70,900 bilhões e R$ 80,000 bilhões para o segundo mês do ano.

De acordo com a assessoria, as informações sobre a arrecadação são enviadas para a parte técnica da Receita, que deve colocar o resultado detalhado na internet logo após a divulgação para a imprensa, feita por meio de papel. A expectativa do órgão é a de que, até o final do dia, tudo esteja resolvido e que a situação esteja normalizada no próximo mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.