coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Edemar Cid Ferreira é libertado em São Paulo

O ex-controlador do Banco Santos Edemar Cid Ferreira foi libertado nesta quarta-feira por volta das 14h30, cerca de 24 horas depois de ser concedida a liminar pelo Superior Tribunal Federal autorizando sua saída da penitenciária José Augusto César Salgado, a P2 de Tremembé, no Vale do Paraíba. O ex-banqueiro estava preso desde maio deste ano, tendo ficado 88 dias na penitenciária para presos especiais, onde também estão os irmãos Cravinhos e o ex-jogador Edinho, filho de Pelé. Na terça-feira o Supremo Tribunal Federal concedeu liminar, revogando a prisão do banqueiro, detido desde maio deste ano. Edemar é acusado de gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Nesta manhã dois advogados chegaram ao presídio para acompanhar a liberação. Um deles, falou rapidamente com a imprensa, informando que o banqueiro vai para São Paulo e aguarda o julgamento do hábeas corpus. Para o advogado Sérgio Bermudes, que também defende o banqueiro, o hábeas corpus está praticamente concedido e não há possibilidade de um decreto para uma nova prisão preventiva. "Praticamente esta liminar mostra que já está definido o habeas corpus. Será uma formalidade. O STF cumpriu a constituição que não permite que ninguém fique preso por fundamentos fúteis", completou Bermudes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.