Edital da Fico pode sair até junho, diz ministro

O ministro do Transportes, César Borges, disse nesta quarta-feira, 12, que o governo trabalha com a possibilidade de lançar até o próximo mês de junho o edital da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico). "Espero que seja neste primeiro semestre. Estamos fechando isso com o setor privado".

RAFAEL MORAES MOURA, ERICH DECAT E LU AIKO OTTA, Agencia Estado

12 de março de 2014 | 14h17

O projeto da ferrovia, de acordo com dados do governo, deverá ser feito em duas etapas, com investimentos total previsto de R$ 6,4 bilhões, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A execução deverá ser feita pela Valec. A primeira etapa ligará Campinorte (GO) e Lucas do Rio Verde (MT), em um percurso de 1.040 km e investimentos previstos de R$ 4,1 bilhões. Já a segunda etapa terá 598 km ligando Lucas do Rio Verde (MT) a Vilhena (RO), com investimentos previstos em R$ 2,3 bilhões.

Borges disse também que ainda é preciso avançar no processo de ampliação da malha ferroviária do País. "Na concessão rodoviária não há muitas dificuldades do entendimento do processo, a mesma coisa não acontece com o sistema ferroviário", afirmou. Mas, segundo o ministro, falta uma "base sólida" do processo para que o setor privado tenha interesse.

As declarações do ministro foram feitas em coletiva à imprensa, após ele participar ao lado da presidente Dilma de cerimônia realizada no Palácio do Planalto em que foram assinados três contratos de concessão de rodovias do Programa de Investimento em Logística (PIL) - BR-163/MT, BR-163/MS e BR-040/DF/GO/MG.

Tudo o que sabemos sobre:
concessõesferroviaCésar Borges

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.