carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

EDP confirma estudos para termoelétrica em SP

A EDP explicou que a construção de uma nova termoelétrica em Araraquara, interior paulista, depende do atendimento de três condições da empresa para a sua viabilização da central. O membro do Conselho de Administração da EDP, Rui Horta, disse que é "preciso saber quem cobre os riscos cambiais da tecnologia, os riscos cambiais do gás e como a empresa seria compensada no momento que sua energia não é utilizada". Horta salientou que os riscos cambiais da tecnologia dizem respeito aos valores em dólar pagos pelas turbinas e equipamentos. Quanto ao tempo de não utilização da usina, ele disse que, como a maior parte da energia no Brasil é de origem hídrica, que é mais barata que a energia gerada a gás, nas épocas de muita chuva, não valeria a pena manter a usina termoelétrica em funcionamento.

Agencia Estado,

12 de novembro de 2002 | 12h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.