Educação avançou em 88% das cidades

O item de emprego e renda ficou praticamente estável, em função da forte desaceleração na geração de novas vagas formais na economia em 2011

O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2014 | 02h05

Dentro do levantamento feito pela Firjan, a educação foi o item que mais obteve avanços em todo o País, com melhorias em 81% dos municípios. A mudança é causada, sobretudo, pelos resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que elevou a média nacional no item em 3,9% na comparação entre 2011 e 2010. No quesito saúde, a alta foi de 2,1% na mesma base de comparação, causada sobretudo pelos avanços na atenção básica.

O item de emprego e renda ficou praticamente estável, em função da forte desaceleração na geração de novas vagas formais na economia em 2011. "No ano anterior, o País havia registrado recorde de crescimento, com PIB de 7%. Os resultados mostram que aquele crescimento não era sustentável", diz a coordenadora da pesquisa, Luciana Sá.

A evolução do indicador nas capitais coloca nas primeiras posições Curitiba (0,867 pontos), São Paulo (0,864) e Vitória (0,846). No quarto lugar, aparece Palmas (0,841), no Tocantins. O Rio de Janeiro aparece pela primeira vez como cidade de alto desenvolvimento, com índice de 0,804 pontos, na 9.ª colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.