Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Educação perde R$ 3,1 bi e Transportes, R$ 2,3 bi

De acordo com dados divulgados hoje pelo Ministério do Planejamento, o Ministério da Educação (MEC) sofreu o terceiro maior corte em valores nominais em seu orçamento para este ano: R$ 3,10 bilhões. A medida faz parte do corte de R$ 50 bilhões no Orçamento Geral da União de 2011, apresentado hoje. O segundo maior corte ocorreu no Ministério da Defesa, com R$ 4,38 bilhões. Em primeiro lugar ficou o Ministério das Cidades, com redução de R$ 8,58 bilhões.

FABIO GRANER, RENATA VERÍSSIMO E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2011 | 15h31

Depois do MEC, estão os ministérios de: Turismo, com R$ 3,08 bilhões, Transportes, com R$ 2,39 bilhões, Integração Nacional, com R$ 1,82 bilhão, Justiça, com R$ 1,53 bilhão, Esportes, com R$ 1,52 bilhão, e Agricultura, com R$ 1,47 bilhão.

No grupo de ministérios com cortes abaixo de R$ 1 bilhão se destacam Ciência e Tecnologia (R$ 953 milhões), Desenvolvimento Agrário (R$ 929 milhões) e Fazenda (R$ 803 milhões).

Tudo o que sabemos sobre:
Orçamentocorteseducaçãoministério

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.