'Eike abusou das promessas e o mercado está cobrando'

O consultor Adriano Pires, sócio do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), avalia que o empresário Eike Batista está colhendo agora o resultado de promessas desmedidas. Para o consultor, a enorme perda de valor da empresa nos últimos dias, que elevaram o recuo a 51% somente no mês de junho, não é suficiente para interromper a atuação da OGX. "A empresa tem capacidade para aguentar o tranco", afirma.

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2012 | 03h09

O que está acontecendo com a OGX?

O Eike (Batista) prometeu mais do que devia e o mercado está cobrando a promessa. Parece que o Eike não percebeu a indústria de petróleo tem muitas incertezas e muito poucas certezas. Uma característica do setor de exploração de petróleo são as grandes surpresas, positivas e negativas, porque o risco é muito grande. O risco é tão alto que normalmente para o serviço de exploração não se consegue financiamento de banco, tem de ser com recurso próprio. Depois que descobre, financiam tudo.

Ele prometeu o que sabia que não entregaria?

Não necessariamente. Nessa atividade, pode-se achar que num determinado campo se tem possibilidade de encontrar muito petróleo e acaba não encontrando nada ou muito menos do que se imaginava. E foi exatamente essa lógica da indústria de petróleo que Eike não entendeu. E começou a prometer coisas que não deveria.

Ele está colhendo o resultado pelo exagero?

O Eike abusou um pouco das promessas. Mas, por outro lado, o mercado se aproveitou do fato de ele falar demais e também especulou muito em cima do papel da OGX. Aí o mercado ganhou muito dinheiro com ele. Agora que a empresa não devolve as promessas que ele fez, o mercado exagera nas penalidades. Porque o petróleo que descobriu não é desprezível. O valor absoluto é bastante petróleo, principalmente levando em conta que a OGX é uma empresa que tem quatro, cinco anos de existência. Para uma empresa nova, descobrir 5 mil barris/dia é genial. O problema é que ele falou demais. Houve exagero de ambas as partes. A OGX não apresentou resultado zero.

O que pode acontecer com a empresa, na sua opinião?

A OGX é uma empresa que tem capacidade financeira e tem caixa para aguentar esse tranco. E tem capacidade técnica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.