bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Eike Batista ameaça processar revista ‘Veja’

 Empresário publica no Twitter que vai exigir retratação da revista sobre sua dívida com o BNDES

Cley Scholz, do Economia & Negócios,

15 de abril de 2013 | 09h59

 SÃO PAULO - O empresário Eike Batista publicou na rede Twitter, na internet, que vai cobrar retratação da revista Veja. A revista semanal publicou em sua edição desta semana que o grupo X, de Eike, deve R$ 10 bilhões ao BNDES, além de R$ 5,5 bilhões ao Itaú, R$ 4,8 bilhões ao Bradesco e R$ 1,6 bilhão ao BTG Pactual.

"Mentira da Veja hoje! Exposição de risco de 10BI de reais com o BNDES! Número real = 109 milhões de reais em Exposição com o grupo EBX!", escreveu o empresário.

A análise dos dados dos balanços das empresas abertas do grupo X, feita pelo Broadcast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado, mostra que o endividamento com o BNDES é de cerca de R$ 4,5 bilhões. Como holding EBX é uma companhia fechada, não é possível saber com precisão o tamanho da dívida total de Eike.

Eike também reclamou no Twitter da Veja da semana passada, sobre o superporto do Açu, em construção no litoral norte do Rio de Janeiro. "Mentiras da Veja! Semana passada disse que o porto do Açu estaria afundando".

No início do ano, o empresário foi capa de Veja com unifirme militar chinês, com o tíutulo 'Eike Xiaoping". A reportagem falava da lista dos milionários brasileiros e dava destaque à fortuna de Eike, que então era o oitavo na lista dos mais ricos da revista Forbes.

A reportagem desta semana de Veja conclui que Eike sairá da atual crise muito menor do que já foi. Já seu novo sócio, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, poderia levar vantagem: "Esteves pode estar no lugar certo na hora certa", diz Veja.

A OSX, empresa de construção naval e offshore do grupo EBX, demitiu, na sexta-feira, cerca de 80 funcionários da equipe que trabalha no estaleiro em fase final de construção no Superporto do Açu. Em nota, a OSX creditou as demissões a um processo de readequação da equipe.

As postagens de Eike no Twitter no fim de semana provocaram reações de internautas que se disseram prejudicados com as perdas de mais de 60% das ações do grupo desde o começo do ano.

Confira abaixo o que o empresário Eike Batista escreveu no Twitter:

Tudo o que sabemos sobre:
eikebatistaogxaçubtgbndes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.