coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Eike Batista e governador do Rio vão assinar acordo com empresários chineses

Objetivo do negócio é desenvolver conjunto de sistemas de mineração pela MMX e construir projeto de usina siderúrgica

Adriana Chiarini, da Agência Estado,

13 de abril de 2010 | 18h40

O presidente do Grupo EBX, Eike Batista, e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, vão assinar com o presidente da Wuhan Iron and Steel Corporation (Wisco) um acordo de parceria estratégica entre os dois grupos, informou há pouco o Ministério de Relações Exteriores (MRE). O acordo abrangerá o desenvolvimento conjunto de sistemas de mineração pela MMX; o desenvolvimento e construção de projeto de usina siderúrgica no Complexo Industrial de Açu e o fornecimento estratégico de produtos de aço pela Wisco à EBX.

 

O Itamaraty divulgou mais detalhes sobre as parcerias envolvendo Oi, Vivo e EBX com empresas chinesas que serão assinados na sexta-feira, 16, por ocasião da visita do presidente chinês Hu Jintao, que hoje mais cedo foram tratados pelo MRE como contratos. O diretor regional da Vivo Centro-Oeste, João Truran, e o presidente da ZTE do Brasil, Yuan Lie, farão um memorando de entendimento entre as empresas para fornecimento à operadora de aparelhos celulares GSM com a marca ZTE.

 

A Oi vai comprar equipamentos e serviços da Huawei do Brasil para expansão da sua rede com financiamento do Banco de Desenvolvimento da China (CDB, na sigla em inglês). Assinarão o documento pela Oi, o presidente, Luiz Eduardo Falco, e o diretor de Finanças e Investidores, Alex Zornig. Também firmarão o acordo, o presidente da Huawei do Brasil, Li Ke, e o presidente da diretoria do CDB, Chen Yuan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.