Electrolux anuncia prejuízo líquido de US$ 112,3 mi

A sueca AB Electrolux anunciou um prejuízo líquido de 956 milhões de coroas suecas (US$ 112,3 milhões) no quarto trimestre de 2002, em comparação com o prejuízo de 286 milhões de coroas suecas em igual período do ano anterior. As vendas no trimestre caíram para 30,5 bilhões de coroas suecas (US$ 3,58 bilhões), de 31,8 bilhões de coroas suecas em 2001. Em todo o ano de 2002 o lucro líquido cresceu 32% para 5,1 bilhões de coroas suecas (US$ 599,6 milhões), de 3,87 bilhões de coroas suecas em 2001. O lucro operacional aumentou 23% para 7,73 bilhões de coroas suecas (US$ 908,8 milhões), de 6,28 bilhões de coroas suecas em 2001. As vendas em 2002 declinaram para 133,2 bilhões de coroas suecas (US$ 15,6 bilhões), de 135,8 bilhões de coroas suecas em 2001. O lucro operacional em 2002 foi afetado negativamente por uma provisão de 13 milhões de coroas suecas (US$ 1,52 milhão) relacionada com um déficit em planos de pensão na Suécia. BrasilNo Brasil, o mercado de eletrodomésticos mostrou uma retomada em 2002, porém declinou nos setores de geladeira e freezer. As vendas do grupo aumentaram em moeda local, porém caíram em coroa sueca. Os embarques de eletrodomésticos na Europa cresceram em volume em quase 1% em 2002. Nos EUA, os embarques de eletrodomésticos tiveram uma alta aproximada de 7%. Há incertezas com relação às condições de mercado em 2003. No momento, o grupo prevê que a demanda fique no geral estável em 2003 na Europa e nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.